fbpx

Glaucoma: doença silenciosa que pode levar à cegueira

O glaucoma é uma doença silenciosa que não tem cura, mas quando diagnosticada precocemente, poderá ser controlada, evitando a perda severa da visão e até a cegueira. Recomenda-se que o paciente faça consultas periódicas, de acordo com cada caso.

O seu oftalmologista poderá orientar se as visitas serão a cada três, seis ou doze meses. Investigações dos familiares deverão ser feitas com o objetivo de descobrir se outras pessoas do grupo têm a doença ou se ainda está na fase da hipertensão intraocular (HIO)

Qual o tipo mais frequente de glaucoma?

O tipo mais frequente de glaucoma é o Glaucoma Primário de ngulo Aberto (GPAA). Ele ocorre quando a pressão intraocular (PIO) encontra-se alta, muitas vezes não sentida pelo paciente. Isso pode danificar a retina e o nervo óptico, ocasionando a perda silenciosa da visão.

Para preservar a visão é fundamental reduzir a pressão intraocular. A maioria dos olhos normais apresentam PIO entre 10 e 20 milímetros de mercúrio (mmHg).

De acordo com a Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), o ideal é que as pressões intraoculares estejam entre 13 e 17 mmHg. Valores a partir de 22 ou maiores, são considerados elevados (hipertensão intraocular)

Como saber se eu tenho glaucoma?

O GPAA não apresenta sintomas. 50% dos pacientes não sabem que têm a doença e descobrem as alterações da pressão ocular e dos nervos ópticos em consultas oftalmológicas de rotina, para trocar os óculos.

Apesar disto, existem alguns fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver a doença:

  • Pressão intraocular elevada;
  • Histórico familiar;
  • Uso de corticóides;
  • Idade acima de 40 anos;
  • Raça negra;
  • Diabetes e Hipertensão Arterial;
  • Altas miopias.

Como é o tratamento da doença?

O tratamento do glaucoma se inicia com um colírio para baixar a pressão, reduzindo a produção ou facilitando a drenagem do humor aquoso.

Trabalhos científicos dos últimos 15 anos, recomendam antes de iniciar o colírio, fazer o tratamento com o Laser. É a Trabeculoplastia Seletiva a Laser (SLT). Ele permite abaixar as pressões oculares, sem ter que iniciar o uso de colírio, ou mesmo diminuir o número de medicações, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. A cirurgia costuma ser a última opção.

Tratamento para glaucoma em Brasília

Há mais de 30 anos, a Via Oftalmocenter contribui para a melhoria da qualidade de vida da população de Brasília, atuando em diagnósticos e tratamentos avançados, para diversas doenças da visão, o que inclui o glaucoma.
Agende agora a sua consulta com um oftalmologista especializado no seu problema.

Post anterior
Coçar os olhos: um perigo para a visão
Próximo post
Saiba como prevenir a fadiga ocular
Menu
Fale conosco